Torcida compareceu em peso na estreia do novo gramado do João Marcatto | Foto Arthur Nétto/Juventus
Torcida compareceu em peso na estreia do novo gramado do João Marcatto | Foto Arthur Nétto/Juventus

O Grêmio Esportivo Juventus vem promovendo diversas alterações no estádio João Marcatto. Algumas delas, foram apresentadas no amistoso contra o Brusque, no fim de semana. E nada melhor para comentar as alterações do que os torcedores do Moleque Travesso.

Desde a década de 1990, Henrique Porto frequenta o estádio João Marcatto e ele garante: "nunca houve um gramado tão bom como esse que foi implementado agora". Para Henrique, é fácil perceber que o foco da diretoria atual do Juventus é o torcedor.

Ele disse que nos primeiros anos que começou acompanhar o tricolor jaraguaense, percebia um estádio sujo, abandonado e com a grama cheia de buracos. Mas agora, vê o zelo que a diretoria está tendo com a estrutura.

"Até pelo presidente ter sido de torcida organizada, ele sabe a importância de chamar o torcedor para junto", destaca.

Sobre pontos a melhorar, Henrique cita a iluminação, que apesar de não ser prioridade, para ele, ainda é precária. Para aplicar camarotes no João Marcatto, ele cita como exemplo a Vila Belmiro, estádio do Santos-SP, onde eles ficam no nível do campo.

"Sabemos que também é um estádio grande e para fazer todas as mudanças demanda tempo e, principalmente, dinheiro", finaliza.

Tal pai, tal filha

Nara Zimmermann ainda estava aprendendo o que era futebol e o significado que do Juventus para Jaraguá do Sul quando começou a frequentar o João Marcatto.

Desde os oito anos de idade, ela coloca a camisa tricolor e vai para o estádio apoiar o Juve: "Uma herança do meu pai, Altair Zimmermann", destaca.

Nara com o pai, Altair | Foto Arquivo OCP News

Agora com 35 anos, ela comemora as mudanças que estão sendo feitas no local. Nara afirma que a grama do estádio estava impecável e parabenizou a ideia de colocar um telão com placar, onde sugeriu que o tempo da partida pudesse ser incrementado.

"O sistema de irrigação funcionando, os entornos do gramado bem organizados, os banheiros para torcida limpos. Muito bom mesmo", avalia.

Entre questões a melhorar, ela acredita que possa ter mais pontos de venda de bebidas e comidas no estádio. Nara ainda acredita que a diretoria administrou com excelência o pouco tempo que teve para a preparação à Série A.

Ela também parabenizou as ótimas sacadas do marketing do Juventus, que criaram um suspense para anunciar o treinador Jorginho e o ala Régis.

Desempenho da equipe

Henrique e Nara gostaram do desempenho da equipe diante do Brusque, mesmo com a derrota por 3 a 2. Henrique destaca que já é possível ver que o treinador Jorginho criou um padrão de jogo para o time e deixou claro o que deseja.

"O time vai ser bem agressivo, com marcação alta, possivelmente utilizando o esquema 4-3-3 e usando e abusando da velocidade", destaca.

Nara gostou da atuação de algumas peças da equipe, como Régis, que para ela, é extremamente habilidoso e consciente em suas ações em campo. "Um excelente jogador". A torcedora também disse que o sistema defensivo do Juventus precisa ser mais eficaz.

Nos primeiros 30 minutos Jorginho utilizou a equipe que deve iniciar a Série A do Catarinense e depois promoveu uma série de mudanças. Para os torcedores, os primeiros momentos da partida foram animadores.

"Foi um time dominante, se impôs contra um time pronto, o Juventus é um time em formação e deixou um bom cartão de visita para o torcedor", avalia Henrique.

Para Nara, a torcida sempre pensa em erguer a taça, mas ela diz que é necessário cautela para reconhecer que uma boa campanha fará o Juve permanecer na Série A.

"Levará mais torcida ao estádio, fortalecerá a credibilidade do Juve no cenário futebolístico, e é mais um passo dentro do planejamento estratégico da diretoria para um futuro vitorioso para o nosso Juventus", completa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger